CAPITAL CORP. SYDNEY

73 Ocean Street, New South Wales 2000, SYDNEY

Contact Person: Callum S Ansell
E: [email protected]
P: (02) 8252 5319

WILD KEY CAPITAL

22 Guild Street, NW8 2UP,
LONDON

Contact Person: Matilda O Dunn
E: [email protected]
P: 070 8652 7276

LECHMERE CAPITAL

Genslerstraße 9, Berlin Schöneberg 10829, BERLIN

Contact Person: Thorsten S Kohl
E: [email protected]
P: 030 62 91 92

Com foco no futuro dos bares e restaurantes, evento da Abrasel traz à mesa o tema da inclusão social

Notícias
Comandado pelo presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, evento contou com a participação de Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo, e também com a presença do governador do estado, Rodrigo Garcia. Foto: SECOM Governo de São Paulo

Uma noite para celebrar as conquistas, expor anseios e se preparar para novos desafios. Assim pôde ser descrita a solenidade de abertura da Semana da Alimentação Fora do Lar, que se iniciou nesta segunda-feira (6) em São Paulo e vai até sexta-feira (10). Organizado pela Abrasel, uma das entidades que compõem a UNECS, o evento contou com a presença de grandes líderes políticos, empresariais e setoriais e serviu para também mostrar a força dos bares e restaurantes em uma retomada econômica cada vez mais robusta e sustentável.

No palco, estiveram o presidente-executivo da Abrasel, Paulo Solmucci; o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia; o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes; o presidente da Abrasel em SP, Joaquim Saraiva; o presidente do Conselho de Administração Nacional da Abrasel, Paulo Nonaka; a líder do Conselho Nacional da Abrasel, Rosane Oliveira, o presidente do Sebrae em São Paulo, Tirso Meirelles; e também o vereador de SP, Rodrigo Goulart.

Em sua fala de abertura, Solmucci alertou para a sensível situação dos bares e restaurantes que, segundo ele, pagaram uma conta injusta e desproporcional quando afetados pelas restrições impostas por estados e municípios durante a pandemia e seguem em extrema dificuldade. Segundo dados da Abrasel, 42% empresas do setor de alimentação fora do lar operam com dívidas atrasadas. Só em São Paulo, um terço das empresas estão no vermelho.

“Estamos sofrendo e precisamos de ajuda. Está na hora do poder público apoiar os bares e restaurantes”, disse. Ao afirmar que, segundo o FMI, 100 em 130 países receberam ajuda a fundo perdido de seus respectivos poderes públicos como parte de reparação, o presidente da Abrasel se indagou: “como pagar as dívidas que acumulamos nesse período sem ajuda?” e acabou aplaudido pela plateia.

Para Solmucci, há de se haver um grande esforço nacional de resgate a essas pessoas endividadas, “sob o risco de estarmos perpetuando uma das maiores injustiças sociais que esse país já viu”.

“Gostaríamos muito que a sociedade reconhecesse esse nosso extraordinário esforço junto aos setores de turismo e eventos. Sozinhos não vamos conseguir evitar que milhares de empreendedores fiquem com seus nomes registrados como maus pagadores, como devedores, como aqueles que devem ao Estado, devem ao banco, devem ao amigo, devem à sogra. Essa questão precisa ser encarada com a seriedade que merece, por aqueles que acreditam no Brasil, para que juntos superemos essas mazelas”, disse.“Estamos sofrendo e precisamos de ajuda. Está na hora do poder público apoiar os bares e restaurantes”, destaca o presidente-executivo da Abrasel, Paulo Solmucci. Foto: SECOM Governo de São Paulo

Reconhecimento – As falas do presidente da Abrasel não surtiram efeito apenas na plateia com cerca de 300 líderes políticos, empresariais e setoriais. No púlpito, as ações da associação em prol da simplificação do empreender e melhoria na qualidade de vida foram aplaudidas pelas autoridades, em especial pelo prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes e pelo governador de São Paulo, Rodrigo Garcia.

Em sua fala, o prefeito de São Paulo se mostrou preocupado com os números de endividamento apresentados por Solmucci e afirmou não medir esforços para que a capital econômica do Brasil continue sendo uma locomotiva de empregos e oportunidades. “Aumentamos de 400 mil MEIs em 2017 para mais de um milhão agora em 2022 e fomos em 2021 a cidade que mais gerou empregos: 336 mil, quatro vezes mais que o Rio, que ficou em segundo com cerca de 80 mil”, disse.

Já o governador Rodrigo Garcia, que assumiu o Palácio Bandeirantes em abril deste ano, se mostrou admirado com o trabalho realizado pela Abrasel e se colocou à disposição para catapultar ainda mais ações sociais que visam o empreendedorismo em favelas. “Com muita honra participo deste evento, mostrando a admiração e respeito que tenho com os bares e restaurantes. Cumprimento a Abrasel pelas iniciativas de apoio às comunidades brasileiras e confesso que fiquei impressionado com as iniciativas de inclusão social”, afirmou o governador.

Inclusão – A solenidade fugiu do roteiro previsto quando dois fortes atores sociais subiram ao palco para darem seus depoimentos em prol da necessidade de maior inclusão social e estímulo ao empreendedorismo nas favelas: o morador da Comunidade do Dendê, em Fortaleza, Michael Gomes, e Thiago Vinicius, jovem empreendedor de Campo Limpo, na periferia de São Paulo.

O jovem paulistano é um dos empreendedores destacados na primeira edição da lista 50 Next, da revista britânica Restaurant, por sua contribuição para o mundo da gastronomia, entre cinquenta jovens de 34 países. A publicação, responsável pelo ranking 50 Best, dos melhores restaurantes do mundo, destacou o trabalho de Thiago Vinícius por sua marcante atuação no Campo Limpo com a Agência Popular Solano Trindade, que reúne armazém de produtos orgânicos, espaço cultural, rádio comunitária, coworking e um restaurante de comida orgânica. É esse o Brasil da Abrasel.

Na presença dos líderes empresariais, políticos e setoriais, Michael Gomes foi apresentado como líder de relacionamento da Abrasel com as favelas, em uma missão de conectar grupos para o enfrentamento de mazelas sociais, ouvir e propor boas práticas de estímulo ao empreendedorismo e criar soluções para ganho de qualidade de vida, afinal a associação tem como norte os dizeres: “Por um Brasil mais simples para empreender e melhor para viver”.

O desafio inclusive já está rendendo frutos. Ainda em abril, a Abrasel firmou um termo de cooperação por economia circular e inclusão dos catadores com a Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT). “Nosso objetivo é fazer com que o país tenha protagonismo no tema, caminhando para uma sociedade mais inclusiva e sustentável”, disse Paulo Solmucci na época.

Open Delivery – A primeira noite da Semana da Alimentação Fora do Lar também celebrou o sucesso do Open Delivery, iniciativa liderada pela Abrasel para estabelecer um padrão de comunicação de cardápios e pedidos entre os softwares de gestão e marketplaces no delivery. “O Open Delivery é uma resposta estratégica da Abrasel ao desafio de harmonizar o delivery”, disse Solmucci.

“O Brasil da internet é um Brasil desconexo, estamos com muitas desconexões, especialmente no nosso setor, especialmente nas plataformas digitais. Por isso convidamos um conjunto de 16 empresas para fazerem um esforço inédito no planeta: estabelecer uma linguagem única que permitisse que conectássemos os pequenos e grandes softwares, as plataformas e criássemos então um padrão para logística, para cardápio, para pedidos. Passado um ano de lançamento, somos um megassucesso e referência mundial para solução em delivery”, finalizou Solmucci.

Assessoria de Comunicação da UNECS com informações da Abrasel

Deixe um Comentário